sexta-feira, 9 de março de 2012

Versinho que é problema seu.

Ó quanta artimanha
Pra me tirar do mapa
De toda tua manha
Lhe pintei na capa.

Que responsabilidade!
Sumir nos trópicos
E lá na minha cidade:
Meus amores utópicos.

Não basta ser mulher
Tem que virar poesia
Tirar versos da maré
Do jeito que faz ilha.

Eu te dou esse poema
Pra tirar o meu da reta
Agora é seu problema
O amor que me afeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...