segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Metamorfose da mulher em areia.

Sê esse tanto de areia
Pra eu me mergulhar
Quando vir do mar
Feito aranha em teia.

Vem brincar de gente
Brinca com meus dedinhos
Desfila em meus cachinhos
E me assuste quando quente

Você pode ser castelo,
Esconder tanta conchinha
Me tocar como se minha
E dar abraço em paralelo.

Ousada feito mulher amada
Você me finde um beijo
Já mergulhada em meu desejo
E de loucura ensolarada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...