sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Canção do meio-dia.

Caindo em lirismo
Abismo de poesia
Sempre que cismo
Que você me queria

Como te quero
Até o meio dia
E eu que espero
Em minha’legria

E eu quero colo
Você não sabia?
Na terra que rolo
Você me sorria.

Mas em meio ao clima
Da minha sutil galeria
Voando de rima em rima
De horrível caligrafia.

Um comentário:

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...