segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sobre flores na primavera.

Tem uma flor no meu coração
Brotou na chuva da tristeza
Bem no início da primavera
Mas a coitada, quem me dera,
Vou lhe falar quanta beleza!

A linda flor é branca
Como um lírio requintado
E dos versos que eu canto
Ela tem se apaixonado
E me embala no seu pranto.

A flor não acredita em poesia
Nem que a terra muda de cor
Nem que eu goste dela
Mas quando sinto seu sabor
Sei que chegou a primavera.

No inverno a flor dorme
E faz teatro no verão
Atua como ninguém mais
Se atira contra o chão
E pelo meu corpo a chuva a trás.

Tem uma flor no meu coração
Que tem gosto de versinho
E uma beleza de invejar
Tanto me faço passarinho
Pro meu eu néctar sugar.

Mas minha flor já foi-se embora
Para não se apaixonar
Pelo poeta comprometido
Que insiste em lhe rimar
Nesse verso destruído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...