sexta-feira, 10 de junho de 2011

Porque era ela.

Passos longos
Caminho curto
Peito vazio
Coração na outra esquina
Indo de encontro (marcado)
Com o da moça
Que me deviou
- rimou, ritmou –
E deixou meu peito
Inflamado
De tanto que o coração pulsou.
Eu, tão jovem, nem faço ideia
Do amor que me deixou em brasa
Agora não posso só voltar pra casa,
Passarinho
Sem asa
Ou ninho
Estou sozinho
Nessa esquina
Esperando aquela menina
Passar e me esbarrar.

4 comentários:

  1. Aqui de fato é o reino dos sonhos. Amei. Saudades mon cher. Au revoir! <3

    ResponderExcluir
  2. Ah, masquanto tempo que eu não aparecia por aqui! Passei um tempo brigada com a inspiração e com a vida, vi uma tempestade passar por mim, mas reencontrei os dias com céu azul novamente.
    Por isso, estou aqui, nesse blog tão doce e aconchegante. Retornando a esse mundo dos escritores amadores. E como sempre, eu me vi encantada com sua poesia. Ah, passarinha, nunca abandone a poesia. Nunca deixe a poesia sair de dentro de você.
    Um beijo grande e um abraço bem apertado, de uma pequena que te adora, @pequenatiss.

    ResponderExcluir

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...