segunda-feira, 27 de junho de 2011

O segredo de todo (grande) homem.

Mulher, desejada por muitos e idolatrada por tantos.
Romântica e apaixonada, imersa em amor
Que imensa és!
Se fosse mar, em navio me transformaria para naufragar-te.
Se fosse lua, me vestia de sol, para lhe observar o tempo todo
- mesmo que só um lado seu –
Se pudesse, me atiraria d’um penhasco para sentir a morte aos pouquinhos.
Não posso lhe ter, mulher
Tens mil faces, mas só tenho uma
- (OH!) ato cruel do destino –
Logo te cansaria.
Me tem num amor cheio de renúncias
Amada, porém não amarrada
Senão pelos laços ferozes da paixão
Pelos laços ferozes (da minha paixão)
Que pode se desfazer a qualquer momento
Pois não sei dar nó
Então só fiz um laço.

2 comentários:

  1. Que lindo. E bem criativo o desfecho até o final. Adorei. Beijos, pequenina. Au revoir.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, amor, muito lindo.
    Grandes homens são raros.

    ResponderExcluir

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...