terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Ode a natureza.

Faço do vento meu amigo
E da natureza companheira fiel
Alimento-me de seus livros
Embebedo-me de seu vento
Que despenteia as árvores depressa
E vem a chuva, a pentear
Por meus olhos minha alegria é expressa.
Enquanto nado nas linhas poéticas
Que tanto me fazem feliz.

2 comentários:

  1. Nada se compara à natureza. Porque ela desencadeia tudo em você, desde medo até amor.

    ResponderExcluir

(Como eu estou escrevendo?) Acrescente suas ideias, estrelinha...